terça-feira, 26 de Agosto de 2014

Dessa coisa que o Verão nos deixa.


As canas

De criança sempre gostei de canas

e roubava-as do rio
ainda verdes.

Deixava-as depois estendidas ao sol durante todo o verão

e recolhia-as, ligeiras,
como o sussurro dos mosquitos.

Quando no inverno

os ossos estalavam de frio

e os gatos tossiam sobre o damasqueiro

corria até ao sótão

e metia as mãos no meio das canas quentes

ainda com todo aquele sol em cima.

in O Mel, de Tonino Guerra, tradução de Mário Rui de Oliveira (Assírio & Alvim, 2004)

   photo 1_zps95d8fba7.jpg photo 2_zpsc2037dae.jpg  photo 3_zpsfdae99b3.jpg  photo 4_zps33c864c9.jpg

Mais receitas de tomate e sopas assim, aqui.
É, sem dúvida, ele que me traz o sabor mais constante do Verão, que vai durando sempre mais um pouco enquanto houver desse tomate maduro da horta.


   photo 5_zps98d8a31d.jpg 

Sopa de tomate e cevada

1 cebola
1 dente de alho
2 talos de aipo
1 mão cheia de manjericão fresco
Azeite
500 g de tomate maduro
500 g de água 
1 mão cheia de cevada em grão (pode substituir por couscous, bulgur, quinoa ou arroz)
Sal e pimenta preta moída na hora
2 ovos cozidos


// preparação tradicional

Pique o alho e a cebola e refogue-os no azeite por uns minutos.
Junte os talos de aipo também picados e deixe em lume médio durante mais um pouco.
Adicione o tomate cortado em pedaços, o manjericão, a água, a cevada, sal e pimenta. Deixe levantar fervura, baixe o lume e deixe cozinhar por uns 20 minutos.
Retire do lume e triture até obter um creme.
Acerte os temperos e a consistência a gosto.
Sirva com ovo cozido picado.


// preparação robot de cozinha (bimby_thermomix)

Coloque no copo a cebola, o alho e o aipo, pique 5 seg/vel 5 e refogue 5 min/Varoma/vel 1.
Deite o tomate e triture 5 seg/vel 7.
Acrescente o manjericão, a água, a cevada, sal e pimenta e programe 30 min/100ºC/vel 1.
Para triturar, programe 1 min e vá progressivamente até à vel 7.
Acerte os temperos e a consistência a gosto.
Sirva com ovo cozido picado (pode cozê-los nos últimos 10 minutos, inserindo-os no copo, dentro do cesto).

   photo 6_zps42db3e05.jpg

terça-feira, 12 de Agosto de 2014

A fingir que são férias, neste azul sem fim.

 photo 0001_zps8e1de391.jpg

Tenho tido um Agosto na cidade, sem férias, mas cheio de agitação. 
Trabalho, muito trabalho, nem sempre na rua a fotografar, como tanto gosto, mas também com muitas horas em frente ao computador a editar. 
Sempre que possível, saio para esticar as pernas e a cabeça e fazer umas fotos mais leves pela cidade ou por onde me leva o dia. Uns cafés, uns passeios com amigas, os mergulhos possíveis nas praias aqui por perto e tudo isto acaba por ir compondo o meu feed do Instagram, onde o Verão ganha registo num género de diário de bordo. 
Viram por lá a praia linda onde fui no outro dia? De sonho! 

Mesmo quando saio de máquina ao pescoço e saco de material ao ombro em trabalho, acabo por não resistir a algumas fotos fora do baralho.
O último post trazia praias cinzentas e cheias de outros verões. Mas hoje, hoje é azul-puro-sonho-de-verão!
Em Cascais, em hora de sol alto entre a igreja e o almoço de um batizado que fotografei, deparei-me com isto.
   photo 0002_zps1cd6bb54.jpg photo 0003_zps0532e7a2.jpg  photo 0004_zps392b6acf.jpg photo 0007_zps0833b517.jpg photo 0006_zps5fe8d7f1.jpg photo 0005_zps3cb65c91.jpg photo 0015_zps453267e0.jpg photo 0008_zpsf67bf9ca.jpg  photo 0009_zps999ed12a.jpg  photo 0010_zps9e119bc7.jpg  photo 0011_zps4db56380.jpg  photo 0012_zpsed9f0d74.jpg  photo 0013_zps82f96214.jpg  photo 0014_zps2d1dabfb.jpg photo 0016_zps69316402.jpg

Totalmente Verão no paraíso, mesmo aqui ao lado. 
Abrir os olhos, deixar que seja simples, porque é mesmo isso, simples, respirar estes pedaços de mundo generoso que temos à mão e chamar a isto #agostonacidade. Tão bom! 

O Verão à mesa, também. Estes pimentos recheados foram o almoço cá em casa um destes dias.


   photo 0017_zps7ecd6186.jpg 

Pimentos recheados 

Serve 2 

4 pimentos, usei dois verdes e dois amarelos, cortados em metades e limpos de sementes 
1 cebola 
1 dente de alho 
20 g de azeite 
100 g de cogumelos 
100 g de chuchu 
Meia alheira caseira (só o recheio) 
100 g de arroz integral cozido 
Raspa de ½ limão pequeno 
Sal e pimenta preta moída na hora 


// preparação tradicional 

Pré-aqueça o forno a 180ºC. 
Faça um refogado com a cebola e o alho picados, com azeite, até a cebola murchar. 
Junte os cogumelos cortados em cubinhos pequenos, o chuchu ralado e a alheira e deixe cozinhar em lume brando, esmagando de quando em quando com as costas da colher de pau. 
Adicione o arroz cozido, a raspa de limão e tempere com sal e pimenta. Esmague o recheio enquanto envolve com a colher de pau. 
Recheie os pimentos com este preparado e leve ao forno a 180ºC cerca de 25 minutos. 
Sirva com uma salada de folhas verdes e tomate. 


// preparação robot de cozinha (bimby_thermomix) 

Pré-aqueça o forno a 180ºC. 
Coloque no copo a cebola, o o alho e o azeite, pique 5 seg/vel 5 e refogue 5 min/Varoma/vel 1. 
Adicione os cogumelos e o chuchu e pique mais 2 seg/vel 5. 
Acrescente o recheio da alheira, o arroz cozido e a raspa de limão e programe 6 min/100ºC/vel c.inversa. 
Tempere com sal e pimenta, envolva bem e recheie os pimentos com este preparado. De seguida leve ao forno a 180ºC cerca de 25 minutos. 
Sirva com uma salada de folhas verdes e tomate.

   photo 0018_zpsea909efa.jpg

quinta-feira, 31 de Julho de 2014

Sabe a Verão, porque é Verão.

Pode ser muito mais do que os sempre exigidos céu azul e praias de sol quente.
O Verão pode ser mar agreste, manhãs encobertas, livro no colo numa toalha a dançar com a areia e conversas que repenicam cachos de uvas, de sweatshirt vestida.
   photo 0050-final_zpsb3c86486.jpg photo 0002_zps5629fe4b.jpg  photo 3_zpsa9708ef3.jpg

Com Agosto à espreita e o calor a permanecer indeciso, não há que murmurar lamentos. 
Para quem vai de férias ou, como eu, continua a labutar, o Verão é sempre um estado de espírito. Tudo é mais feliz, mais simples e mais fácil porque é Verão. Não há como não ser bom!


   photo 4_zpsa42da904.jpg 

Salada que sabe bem

Alfaces variadas 
Cenoura em raspas, cortada com um descascador de legumes 
Maçã riscadinha de Palmela, em pedaços 
Cebola nova, às rodelas 
Queijo fresco, em pedaços 
Azeite 
Calda de pickles 
Flor de sal e pimenta preta moída na hora 

Uma salada do mais simples e boa, boa. Apanhei o que havia à mão na cozinha, tudo fresquinho da horta e do pomar.
E uma boa ideia para aproveitar a calda dos pickles quando o frasco vai chegando ao fim. É um óptimo tempero para saladas. 
Sem maiores pretensões do que um almoço rápido e leve, a fazer com o que tiverem a jeito. Perfeita para o Verão.

Boas Férias!
   photo 0050_zps11723350.jpg

sexta-feira, 25 de Julho de 2014

Empadas de salmão e funcho

Sempre fui uma pessoa mais de salgados do que de doces.
Tartes, salgadinhos, empadas, são a minha comida de conforto em qualquer altura do ano. Agora no Verão, seja o mote uma refeição para a praia, festas com os amigos, piqueniques ou jantares de preguiça, empadas caseiras tornam-se básicos a ter sempre na manga.
A que está no Velocidade Colher, em versão XL, de frango, ananás e requeijão, é das mais vezes repetidas e que nunca cansa. Mas são muitas vezes as sobras que há pelo frigorífico que dão o mote para a escolha do recheio e para alguns jantares de tranquilidade a descansar no congelador.

No meu trabalho celebro o amor e alegria dos momentos mais bonitos das nossas vidas, mas aqui no backstage, nem sempre é fácil manter a frescura que esses momentos inspiram.
Esta semana não tem sido fácil... A época de casamentos está no pico, a acumular com muitas sessões durante a semana, trabalhos de fotografia de comida para entregar, a pilha para editar sempre a crescer e o cansaço a acumular. Não combina muito com Verão tranquilo, praia e descanso, e muito menos com tempo e vontade para cozinhar.
Salvam-me por isso as saladas frescas com o que vem da horta, as sopas que nunca falham e estes despacha-refeições que faço por preparar nos dias em que procura a cozinha para desligar a cabeça do trabalho.

Ainda há muito Verão pela frente, haja energia! Haja alegria. Haja empadas das boas.

 photo IMG_0297_zps0bb25154.jpg


Empadas de salmão

Rende aprox. 10 un

Massa:
20 g de banha
20 g de azeite
100 ml de sumo de laranja
1 ovo
Sal
200 g de farinha de trigo integral
100 g de farinha de trigo T55
1 gema de ovo, p/ pincelar

Recheio:
Azeite
1 dente de alho
1 bolbo de funcho
1 posta grande de salmão, limpo de peles e espinhas (usei sobras de salmão grelhado)
1 c.chá de farinha
80 ml de sumo de laranja
Sal e pimenta preta moída na altura
1 mão cheia de rama de funcho


// preparação tradicional

Para a massa, misture a banha derretida com o azeite e o sumo de laranja.
Misturar depois o ovo, o sal e as farinhas e amassar até a massa se apresentar homogénea e maleável (a massa deve ficar suficientemente seca para não colar às mãos).
Forme uma bola e reserve.

Para o recheio, faça um refogado com o azeite, o alho e o funcho picados.
Adicione o salmão e deixe em lume médio até que fique cozinhado. Com as costas da colher de pau, desfaça-o grosseiramente.
Tempere com sal e pimenta, junte o sumo de laranja e a farinha, e mexa até a farinha se dissolva e o molho ganhe corpo.
Deixe mais uns minutos em lume brando, junte o funcho em rama, envolva e retire para uma taça para que arrefeça.

Pré-aqueça o forno a 200ºC.
Estenda
 a massa com o rolo numa superfície enfarinhada, e forre com ela forminhas de empada, picando o fundo com um garfo (reserve uma parte da massa para cobrir).
Distribua o recheio já frio e cubra com a massa restante.
 Decore a gosto, pincele com a gema batida e leve ao forno a 200ºC cerca de 25 a 30 minutos.


// preparação robot de cozinha (bimby_thermomix)

Para a massa, coloque no copo a banha, o azeite e o sumo de laranja e programe 2 min/50ºC/vel 1.
Adicione o sal, o ovo e as farinhas e misture 20 seg/vel 6. Se verificar que a massa se agarra aos dedos, adicione um pouco de farinha e programe mais alguns segundos na vel 6.
Retire do copo e forme uma bola.

Para o recheio, coloque no copo o azeite, o alho e o funcho, programe 5 seg/vel 5 e depois refogue 5 min/Varoma/vel 1.
Adicione o salmão cortado em pedaços e programe 5 min/100ºC/vel 1.
Tempere com sal e pimenta, junte o sumo de laranja e a farinha e programe mais 3 min/100ºC/vel 1. 
Junte o funcho em rama, envolva com a espátula e retire para uma taça para que arrefeça.

Pré-aqueça o forno a 200ºC.
Estenda
 a massa com o rolo numa superfície enfarinhada, e forre com ela forminhas de empada, picando o fundo com um garfo (reserve uma parte da massa para cobrir).
Distribua o recheio já frio e cubra com a massa restante.
 Decore a gosto, pincele com a gema batida e leve ao forno a 200ºC cerca de 25 a 30 minutos.


* Caso não sejam para comer no dia, congele as empadas logo depois de arrefecerem, para que ao descongelar se mantenham como acabadas de fazer.


NOTA: Para quem não viu o último post, está a decorrer o Passatempo Iglo Ervilhas Primavera que oferece aos leitores do No Soup For You um robot de cozinha Philips. Saibam como participar aqui.



quinta-feira, 17 de Julho de 2014

Um passatempo que vai saber a Verão!

E finalmente temos Verão. Daquele a sério, com calor e sol, noites quentes, praia, mergulhos e tudo e tudo. Oh yeah!
Apetece os suspeitos do costume deste época do calendário: fruta, bebidas frescas, gelados e granizados, churrascos e grelhados, muitas saladas e, quem sabe, apetece também um passatempo.

O que acham?
   photo 1_zps5fbeb072.jpg photo 2_zps04155922.jpg  photo 3_zpseda157fb.jpg

Com o apoio das Ervilhas Primavera da Iglo (ainda bem que apesar da temporada tão curta, as congeladas são boas, boas) – tão a calhar, porque eu A-D-O-R-O ervilhas - o No Soup vai oferecer um robot de cozinha Philips para tornar os vossos pratos de Verão ainda mais rápidos e práticos de preparar.

O que têm que fazer para participar no Passatempo Ervilhas Primavera da Iglo?

1. Partilhar na página do facebook do No Soup For You uma fotografia vossa de uma receita preparada com as Ervilhas Primavera da Iglo. Até dia 8 de Agosto.

2. Fazer like na página do facebook da Iglo e do No Soup For You.

3. Partilhar a imagem do passatempo divulgada na página do No Soup For You.

O vencedor será escolhido por Random e anunciado no dia 11 de Agosto.
Nota: Só serão consideradas as fotografias onde seja clara a utilização das Ervilhas Primavera da Iglo.


Fico à espera das vossas fotografias! Ervilhas e Verão, são sempre um bom mote para coisas boas.
Quem sabe não experimentam umas das muitas receitas que há aqui pelo blogue com ervilhas? Espreitem aqui.
   photo 4_zpsc796a8a3.jpg

E para dar o pontapé de saída, hoje trago, claro, uma receita de ervilhas. 
Comecei por prepará-las assim, numa ida vapt-vupt à frigideira, seguindo uma receita do Nigel Slater no “The 30-Minute Cook”. 
E a partir daí vou experimentando de diferentes maneiras, porque é daquelas coisas que não tem como não ficar uma delícia. 

Aqui vai a receita!

   photo 5_zps964c6ff8.jpg 

Ervilhas Rápidas

Serve 4 *

4 c. de sopa de azeite
450 g de ervilhas Primavera Iglo
2 c. sopa de sumo de limão
1 cebola, em rodelas finas
1 malagueta red chilli, s/sementes, cortada em pedaços
4 talos de hortelã, mais q.b. p/servir
6 rabanetes Flor de sal

   photo 6_zps9c53dd33.jpg 

// preparação

Aqueça o azeite numa frigideira larga e deite as ervilhas Primavera da Iglo e o sumo de limão.
Junte a cebola, a malagueta e a hortelã, mexa e deixe em lume alto cerca de 10 minutos, abanando de quando em quando.
Enquanto isso, lamine finamente os rabanetes, com um robot de cozinha ou faca bem afiada.
Tempere as ervilhas Primavera da Iglo com flor de sal e sirva de imediato ou frias, misturadas com o rabanete e polvilhado com mais folhas de hortelã.

* Pode fazer desta receita um prato principal, juntando um ovo escalfado.

quarta-feira, 25 de Junho de 2014

Há sempre os fins de tarde.

 photo 1_zps0203259d.jpg

Aproveitando o melhor dos dias. Há sempre fins de tarde luminosos e a certeza de que o calor de Verão está mesmo aí à espreita.
   photo 2__zps6bacf249.jpg photo 3_zps19fea475.jpg

Com um dos meus meses favoritos do ano a queimar os últimos cartuchos, quero aproveitar Junho até ao fim com todos os sabores a que temos direito. Pois enquanto o sol continua indeciso, levo ao forno o conforto de um crumble, com as primeiras ameixas da estação. 

Há receitas assim, combinam-se frutas e os ingredientes da farofa ao gosto do dia, e um crumble é sempre garantia de satisfação!

   photo IMG_5575_zpsc7341505.jpg 


Crumble de pêssego e ameixa 

600 g de ameixas pretas, descascadas, descaroçadas e cortadas em quartos 
200 g de pêssegos, descascados, descaroçados e cortados em quartos 
100 g de flocos de quinoa (ou aveia) 
100 g de farinha trigo integral 
100 g de manteiga 
80 g de açúcar amarelo 
50 g de macadâmias (ou amêndoas) 


// preparação tradicional 

Pré-aqueça o forno a 180º C. 
Corte a fruta em pedaços e disponha-a num pirex, tapando o fundo. 
Triture grosseiramente os flocos, a farinha, a manteiga, o açúcar e a macadâmia até obter uma farofa grossa. Espalhe sobre a fruta, sem amassar, nem calcar. 
Leve ao forno até estar dourado, aproximadamente durante 30 minutos. 
Acompanhe com iogurte ou gelado

// preparação robot de cozinha (bimby_thermomix) 

Pré-aqueça o forno a 180º C. 
Coloque metade da fruta no copo e pique 2 seg/vel 5. Retire para um pirex e repita com a outra metade. 
Coloque no copo os flocos, a farinha, a manteiga, o açúcar e a macadâmia e programe 30 seg/vel 4. Espalhe esta farofa sobre a fruta, sem amassar, nem calcar. 
Leve ao forno até estar dourado, aproximadamente durante 30 minutos. 
Acompanhe com gelado ou iogurte.


quarta-feira, 18 de Junho de 2014

Favas com Tomate

São dos primeiros sinais que vemos na horta da chegada da Primavera. No entanto, este ano, com as trocas e baldrocas às estações do ano que S.Pedro nos tem feito, as favas chegaram um pouco mais tarde do que o habitual e numa colheita pouco abundante.
Mas ainda deu para revisitar os favoritos cá de casa e para fotografar mais um deles para partilhar aqui no blogue.
   photo 0001_zps61ba581e.jpg photo 0002_zps415e9af4.jpg  photo 0003_zps4be623ee.jpg

Fresquinhas, acabadas de apanhar, foi assim que chegaram ao tacho para guisarem junto com o molho de tomate, bem lentamente. Sem pressa, quase esquecidas em cima do fogão, em lume bem baixinho. 
Eu sei que o post já chega um pouco fora de temporada, mas sendo ela tão curta, para quem gosta de favas, é mesmo apelar às congeladas e sentir-lhes o gosto o ano todo.
   photo 0005_zps76eb043c.jpg photo 0004_zps2abd25bc.jpg

Não tentem apressar as coisas e diminuir o tempo de preparação, pois só assim o molho de tomate ficará encorpado e apuradinho. 

Não é uma receita vapt-vupt, mas se estiverem por casa, mais simples do que isto não há. 
E garanto, fãs de favas, como acompanhamento ou prato principal com uma generosa “raladela” de queijo, é coisa para comer e ser feliz!

   photo 0006_zps9befc4d6.jpg 

Favas com tomate 

1 cebola grande, picada 
2 dentes de alho esmagados 
Azeite 
1 lata grande de tomate 
200ml de cerveja 
100ml de água 
1 raminho de hortelã pimenta 
500 g de favas 
Sal e pimenta preta moída na hora 
Queijo da ilha, p/ ralar - opcional


// preparação 

Refogue a cebola e o alho em azeite, até que a cebola fique translúcida. 
Junte o tomate e deixe em lume médio cerca de 5 minutos. 
Adicione a cerveja e a água e mantenha até que levante fervura. 
Acrescente as favas e a hortelã pimenta, tempere com sal e pimenta, tape e deixe em lume baixo cerca de 1h40. 
Vá mexendo de quando em quando e, se necessário, junte mais água. 
Rectifique os temperos e sirva como acompanhamento ou prato principal, com queijo ralado.



segunda-feira, 2 de Junho de 2014

What a week!

Foi uma semana intensa!
Quem me acompanha no Instagram, já viu por onde fui andado.
Começou logo na segunda feira, dia da ante-estreia do filme Chef, com direito a showcooking do José Avillez e apresentação em primeira mão do seu brioche de sapateira com creme de abacate.
Em amena cavaqueira com algumas amigas, a noite foi bem animada.

Muitos trabalhos para fotografar e editar fazem os dias parecer enooormes e pequenos ao mesmo tempo, sabem como é?
O que apetece mesmo quando se desliga o computador, é desligar também a cabeça e fazer um bocadinho de tricot, ver uma série, ler um livro ou... ir novamente ao cinema.
O filme A Lancheira ficou-me no radar assim que li sobre ele.

Para fechar a semana em grande, concerto dos Arcade Fire.
Foi a terceira vez que os vi ao vivo e, como sempre, foi fenomenal!! Depois de fotografar uma sessão e um batizado, o sábado acabou em total apoteose, a dançar como se não houvesse amanhã.
E praticamente não houve mesmo, porque tive um domingo santo, de papo para o ar o dia todo! 

Venha então mais um semana, com um pequeno almoço dos bons para dar energia ao que se segue.
Sumo de fruta e trança de alperce. Oh yeah!
   photo IMG_7542_zpsb7bc6613.jpg


Sumo de pêssego e kiwi

2 pêssegos
2 kiwis
1 mão cheia de cubos de gelo
300 ml de água fresca


// preparação

Coloque todos os ingredientes numa liquidificadora ou no copo da Bimby e triture cerca de 2 minutos.
Acerte a consistência a gosto, juntando mais água se for necessário. Sirva fresco.



quinta-feira, 29 de Maio de 2014

Let's go Fusing!

Quem acompanha mais assiduamente o No Soup deve lembrar-se que no ano passado apoiei a divulgação da primeira edição do Festival Fusing, na Figueira da Foz.

Todo o conceito é irresistível: o local (adooooro a Figueira!), a oferta de experiências com muitos workshops e exposições - uma programação cultural rica e eclética que tem o ponto alto, claro, nos concertos de música portuguesa num palco à beira mar plantado.
A ideia passava também pela possibilidade de eu fazer um wokshop de cozinha lá, mas isto dos workshops de cozinha... not for me!

Numa altura em que o trabalho na fotografia era mais que muito, o que me soube mesmo bem foi ir passear até à Figueira, desfrutar do ambiente descontraído do espaço, aproveitar tudo o que havia a acontecer por lá e, claro, fazer algumas fotos para vos mostrar.

Neste momento os preparativos para a edição deste ano já correm a todo o vapor, o cartaz musical está cheio de coisas boas e com uma promoção para a compra do passe completo a decorrer, achei que era boa ideia mostrar-vos como foi bom (e bonito!) o dia que lá passei.
    photo 0001_zpse10e5037.jpg photo 0002_zps4ff76a18.jpg  photo 0003_zps2dde3dff.jpg  photo 0004_zps9e4aef0b.jpg  photo 0005_zps582b12d1.jpg  photo 0006_zps4312e353.jpg  photo 0007_zps851da30d.jpg  photo 0008_zpse7bc0dfa.jpg  photo 0009_zps1c10cabe.jpg  photo 10_zps97e5bea9.jpg  photo 11_zpse2c53f4c.jpg  photo 12_zpsa7b271a6.jpg  photo 13_zps2b86400b.jpg  photo 14_zpsed277628.jpg  photo 15_zpsb7db266e.jpg  photo 16_zpsb87c2904.jpg  photo 0017_zps2dfdfebf.jpg  photo 0018_zps65a243a6.jpg  photo 0019_zpse443d07b.jpg  photo 20_zps52097d5c.jpg

A ala das comidas tinha muita oferta e a surpresa boa é que fugia às tradicionais comidas de festival em troca com balcões de comida saudável e mais caseirinha (adorei descobrir este projecto que aparece nas fotos, o DeRaiz), mas é sempre boa ideia forrar logo o estômago em casa, para preparar o terreno para a farra.

Era esse o mote dos posts que fiz dedicados ao Festival, vinham acompanhados de receitas festivaleiras que vale a pena recordar.
Ficou a falhar uma das coisas que me sabe sempre bem quando o que falta é mesmo apenas um “chega para lá” à vontade de comer fora de horas: a boa da sopinha!

   photo 21_zpsa3de72ef.jpg 


Creme de legumes e maçã

1 cebola
1 dente de alho
Azeite
2 cenouras, cortadas em pedaços
1 nabo grande, cortado em pedaços
1 abóbora manteiga pequena, cortada em pedaços
1 maçã, cortada em pedaços
Sal e pimenta preta moída na hora
Água


// preparação tradicional 

Refogue a cebola e o alho picados no azeite, até que a cebola amoleça.
Adicione a cenoura, o nabo, a abóbora e a maçã e cubra com água. Coza tapado em lume brando até que os legumes fiquem macios. 
Tempere com sal e pimenta e triture até obter um puré cremoso. Rectifique os temperos e a consistência.


// preparação robot de cozinha (bimby_thermomix)

Coloque no copo a cebola o alho e o azeite, pique 5 seg/vel 5 e refogue 6 min/Varoma/vel 1.
Adicione a cenoura, o nabo, a abóbora e a maçã, cubra com água (atenção para não ultrapassar a marca dos 2 L) e coza 40 min/100ºC/ vel 1.
Tempere com sal e pimenta, programe 2 min e vá progressivamente até à vel 7. Rectifique os temperos e a consistência.

   photo 22_zps967070c6.jpg